Aulas na rede estadual começam sem uniforme, merenda e professores em Roraima

O ano letivo começou na rede estadual de ensino mas os problemas seguem sendo os mesmos dos últimos anos. Pais e alunos denunciam que as escolas não têm merenda, uniforme e até professores de português, inglês e religião.

Nesta segunda e terça-feira, 25 e 26, os estudantes do Colégio Estadual Militarizado Dr. Luiz Rittler de Lucena foram liberados mais cedo devido a falta de três professores que estão afastados por motivos de saúde. Em outras escolas os pais reclamam que os uniformes ainda não foram entregues aos alunos.

Sobre a merenda escolar, o Departamento de Apoio ao Educando informou por meio de nota que ainda não distribuiu a merenda escolar em todas as escolas da capital. Até agora, das 58 unidades escolares, 40 já receberam a merenda. As demais devem receber nos próximos dias.

No interior do Estado responsáveis reclamam desses problemas ocorridos na capital e ainda da falta de estrutura dos prédios. Mesmo após dois anos de pandemia e nos primeiros meses desse ano, o Governo não conseguiu reformar as escolas. A falta de estrutura se tornou um obstáculo para os estudantes.

São esses e outros problemas que comprometem o futuro dos alunos. Eles ainda são impossibilitados de ir às aulas devido à falta de estrutura das estradas vicinais e pontes. Além disso, o transporte é deficitário. Às vezes falta combustível ou até mesmo motoristas para realizar o traslado dos adolescentes e jovens.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos