Cemitério Municipal de Boa Vista é preparado para Dia dos Finados

O local recebeu serviços e manutenção ao longo da semana e do lado de fora as barracas de flores já estão montadas

Por: PMBV | Foto: Jonathas Oliveira

O Cemitério Nossa Senhora da Conceição, localizado na rua Dr. Paulo Coelho Pereira, no São Vicente, está recebendo serviços de manutenção e sendo preparado para o Dia de Finados, celebrado em 2 de novembro. A equipe trabalha em serviços como roço, varrição, revitalização dos jardins, pintura de meio fio, manutenção da Capela e na troca de lâmpadas.

Familiares também providenciam a limpeza e manutenção dos túmulos de seus entes queridos. “A equipe de servidores auxiliou as famílias na localização dos túmulos até quinta-feira (27). Quanto a construção e pinturas, eles estão autorizados somente até o dia 30 de outubro para fazer. Esse prazo é para possibilitar que a equipe de manutenção possa fazer uma limpeza geral de possíveis resquícios e sujeiras deixados que possam causar transtornos à visitação”, explicou o secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente (SPMA), Thiago Amorim.

No dia 2 de novembro, o Cemitério estará com os portões abertos a partir das 5h30 e fechados até às 22h. Também no Dia de Finados, a Capela do Cemitério receberá quatro missas divididas nos seguintes horários: 

·       6h – Padre Lúcio;

·       7h – Padre Revislande;

·       9h – Padre Revislande;

·       17h – Padre Josimar.

Do lado de fora do cemitério, os comerciantes que trabalham com a venda de flores, arranjos, coroas, velas, entre outros itens, começaram a montar as barracas no dia 18 de outubro. 

“Delimitamos um espaço de 35 barracas divididas em: 20 de ornamentação, que são flores, velas, arranjos, entre outros; 15 de alimentação. Eles terão até o dia 3, um dia após o feriado, para fazer a retirada das estruturas”, detalhou o chefe da Divisão de Fiscais da Empresa de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (Emhur), Célio Pereira.

A autônoma Elzanides Alves dos Reis, está com uma barraca de flores em frente ao Cemitério. Ela conta que exerce o ofício há mais de 50 anos. “Venho para cá todos os anos desde menina, quando nem tinha barraca, a gente vendia na mão. Essa é uma das épocas do ano que nós autônomos podemos aproveitar para fazer um dinheirinho”, relatou. 

Elzanides também acabou levando a irmã para vender flores em frente ao Cemitério no Dia de Finados. A também autônoma Elzaides Alves Reis já trabalha nesta data há 10 anos. “Eu vim para cá convidada pela minha irmã e fui ficando. A expectativa de vendas é boa, todo ano vendemos quase tudo, sobra pouca coisa. Eu vendo flores, arranjos, coroas e jarros para homenagear os nossos entes queridos. Estamos preparadíssimos, só esperando os nossos freguêses”, contou Elzanides.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos