Grupo de Denarium dispara mais uma pesquisa duvidosa

Pesquisa Fanta

O grupo do governador Antônio Denarium disparou mais uma pesquisa duvidosa na semana passada. Para o instituto, até então desconhecido, Denarium está bem. Venderam um empate técnico com Teresa Surita. A verdade é que para saber a avaliação real é preciso andar pelo interior em vicinais intrafegáveis e colocar o pé na lama e não manipular pesquisas. Vale lembrar que em janeiro desse ano a Justiça Eleitoral ordenou a retirada do ar de uma outra pesquisa irregular contratada pelo governador nos mesmos moldes dessa última.

Invasões eleitoreiras

Pelo visto as invasões de terras seguem na pauta de políticos de Roraima. É que na semana passada um vereador de Boa Vista deu apoio moral e logístico para uma família que construiu um barraco numa área institucional e de proteção permanente no bairro Nova Cidade. O parlamentar mandou filmar e postar nos grupos de WhatsApp para tentar jogar a população contra o prefeito Arthur Henrique. Mas nos comentários, a maioria dos internautas foi contra a cultura da invasão, mostrando que o crime deve continuar sendo combatido pela EMURH.

Diferença na educação

Essa semana pais de alunos postaram vídeos mostrando a diferença de estrutura entre uma escola gerenciada pela prefeitura de Boa Vista e uma escola do governo de Roraima. Um dos registros é da Escola Municipal indígena Vovó Tereza da Silva da comunidade Darora, Zona Rural de Boa Vista. A estrutura do local é impecável. O comparativo foi feito na mesma localidade. O outro vídeo mostra a Escola Estadual Indígena Paulo Augusto Silva que está em péssimas condições e praticamente abandonada. Segundo os pais, a falta de estrutura das escolas estaduais é uma realidade em todos dos municípios do Estado.

Estradas federais acabadas

As rodovias de Roraima estão em um péssimo estado. A BR-174, que liga Roraima ao Amazonas, tem trechos críticos e uma viagem de ônibus que durava 11 horas agora pode demorar até 15 horas. Outro trecho complicado está na BR-432, no Cantá. A obra iniciada pelo Exército Brasileiro estava parada há meses e no último fim de semana foi reiniciada. Agora, os militares retornaram aos trabalhos e continuam o asfaltamento do trecho que é bastante importante para o Estado. Alô deputados! Cadê vocês?

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos