Curso de Operação de Máquinas e Equipamentos Agrícolas é realizado no PA Nova Amazônia 1

Evento é promovido pela Prefeitura de Boa Vista em parceria com o SENAR/RR e termina nesta sexta-feira (31)

Por: PMBV | Foto: Jonathas Oliveira


A Prefeitura de Boa Vista, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Roraima (SENAR-RR), está promovendo um curso básico para jovens e adultos de Operação de Máquinas e Equipamentos Agrícolas, que acontece até o dia 31 na Associação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Assentamento PA Nova Amazônia 1 (ASSTRF-PANA), zona rural da capital.

As máquinas foram cedidas pela Secretaria Municipal de Agricultura e Assuntos Indígenas (SMAAI). De acordo com o secretário Guilherme Adjuto, o curso oferece noções básicas ao agricultor, tanto na parte de manutenção do veículo como também de operação das máquinas.

“Nossa proposta é fazer com que o agricultor tenha condições de começar operações simples no campo, que atenderá a demanda na sua propriedade. Nesse curso eles aprendem desde a funcionalidade, como a manutenção da máquina que é feita periodicamente além de noções de operação de diferentes equipamentos agrícolas”, disse o secretário.

O curso oferece noções básicas ao agricultor, tanto na parte de manutenção do veículo como também de operação das máquinas

Segundo Antônio Macedo Filho, Conselheiro Fiscal da ASSTRF-PANA, os produtores que recebem a capacitação participam do Plano Municipal de Desenvolvimento do Agronegócio (PMDA), como os agricultores do Polo da batata-doce, onde se produz batata comercializada in natura e também sua farinha, bem como do projeto de pimentas Tay Tay, desenvolvido pela prefeitura, junto à Comunidade Aurora do Campo no PA Nova Amazônia 1.

“É de suma importância esse curso para formar profissionais que operam tratores e implementos agrícolas que, pelas suas características, exigem conhecimento técnico específico sobre cada equipamento. A prefeitura já preparou o solo no final de 2022 com a aplicação do calcário em novas áreas que serão plantadas a partir de maio de 2023. Estamos aguardando para fazer a aradagem e o nivelamento para, nas primeiras chuvas, iniciar o plantio de milho, mandioca, macaxeira e abóbora”, destacou o mesmo.

Durante o curso, os alunos aprendem a teoria e depois na prática, fazendo uso de um trator de 60cv e outro de 105cv com implementos. Quem ministra as aulas é o Júlio Rodrigues, que é instrutor do SENAR/RR e destaca que após a finalização do curso, os alunos recebem um certificado de Qualificação Técnica Para Operação de Máquinas Agrícolas.

“Eles têm aulas teóricas para conhecerem a funcionalidade de cada máquina por completo de todos os seus componentes, no caso utilizado em implementos como enxada rotativa, grade aradora, roçadeira mecanizada, como também calcariadeira e distribuidor de fertilizantes. Observamos ao longo do curso, que os jovens estão com interesse maior nessa capacitação gratuita. Ao concluírem a capacitação, todos receberão um certificado digital que é reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) em todo o território brasileiro”, afirmou o instrutor.

Vitória Penso, 24 anos, é empresária e produtora rural e é uma das participantes do curso

Dentre outros, quem está participando do curso é a produtora rural e empresária, Vitória Penso, de 24 anos, que há três anos decidiu ajudar nas atividades agrícolas da sua família.

“Eu vejo esse curso de maneira muito positiva, porque aqui estou aprendendo sobre os custos operacionais, quanto uma máquina vai aradar em uma hora, ou quanto ela vai abrir de ‘juquira’ para fazer uma destoca. E aí você consegue saber se você está pagando um dinheiro justo ou não. E com esse conhecimento vou saber se está certo ou errado”, disse a jovem produtora.

Outro jovem que também está recebendo a capacitação é Ítalo Cauã Avelino, de 18 anos, que tem prestado atenção em cada aula teórica dada pelos instrutores, visto que na propriedade dos seus pais, eles produzem batata-doce, milho e maracujá.

Os alunos receberão um certificado de Qualificação Técnica Para Operação de Máquinas Agrícolas.

“Vejo como oportunidade, porque a agricultura na nossa região vem aumentando bastante e nós estávamos precisando desse curso, pois vejo que ele irá me ajudar a prestar serviços na propriedade de dezenas de famílias da nossa região”, afirmou Ítalo.

O presidente do Grupo de Produtores Indígenas Aurora do Campo, Fábio Marques, também está fazendo a capacitação. Ele trabalha há 17 anos na agricultura familiar com a produção de macaxeira, milho e mandioca, além do projeto de pimenta Tay Tay.

Fábio Marques é presidente do Grupo de Produtores Indígenas Aurora do Campo e trabalha há 17 anos na agricultura familiar

“É uma oportunidade que a prefeitura nos dá com as máquinas para serem utilizadas durante esse curso do SENAR. Vejo como uma boa oportunidade receber essa qualificação, porque além de produtor, também poderemos trabalhar com a operação de máquinas agrícolas”, ressaltou Fábio Marques.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos