Decisão política marcou o começo da história da UFRR

A Universidade Federal de Roraima surgiu da necessidade de ter mão de obra especializada no Estado

Você sabia que a história da UFRR começa com uma decisão política? Em 1988, o então governador, Romero Jucá, viu que o Estado tinha um grave problema: a falta de mão de obra especializada. A história da UFRR está no novo vídeo da série Legados que Romero Jucá divulga nesta quinta-feira (28), em suas redes sociais.

Segundo ele, na época, os jovens terminavam os estudos e, por conta da falta de uma universidade, quem tinha a condição financeira, ia para outro Estado. Contudo, ao se formarem fora de Roraima, muitos nem voltavam.

Quando foi governador de Roraima, Romero Jucá viu a necessidade de ter uma instituição de ensino superior no Estado

“Eu entendi que isso prejudicava o futuro de Roraima. Então, para que os jovens continuassem os seus estudos no próprio Estado, eu pedi ao presidente José Sarney que me ajudasse a criar a nossa Universidade. Portanto, foi a partir desse contato que a história da UFRR começa”.

Na conversa, o então governador assumiu a responsabilidade por construir e manter os custos da Instituição. E assim, no começo de 1990, a Universidade Federal de Roraima fez o seu primeiro vestibular.

“Nós enfrentamos alguns desafios para realizar esse sonho. No entanto, hoje eu vejo que eu estava muito inspirado quando pedi ao presidente Sarney que ajudasse com a criação da nossa Universidade. Eu sei que essa é uma ação que atendeu muitos jovens no passado e que, da mesma forma, segue importante até hoje para o nosso Estado”.

A história da UFRR: a sede do governo virou sala de aula

De acordo com Romero Jucá, o terreno onde hoje fica a UFRR estava destinado para funcionar como a sede administrativa do Estado. Contudo, virou sala de aula. “Eu entendi que, naquele momento, era muito mais importante ter uma Universidade que ocupar aquele espaço com secretarias e outros órgãos”.

Assim, a UFRR foi implantada em 1989, quatro anos depois da Lei nº 7.364/85 que autorizava a sua criação. “Essa lei era de autoria do deputado Mozarildo Cavalcanti. Porém, na prática não existia nada. E foi no meu governo que os dois primeiros blocos da UFRR surgiram e que, efetivamente, a nossa Universidade passou a funcionar e a formar os novos profissionais do Estado”.

Durante pouco mais de um ano, o Governo do Estado manteve os custos de construção e manutenção da UFRR. “O presidente veio a Roraima e assinou a implantação da Universidade. Em seguida, eu nomeei o reitor, o professor Hamilton Gondim. Contratamos pessoal, pagamos a folha e foi assim que a história da UFRR começou.

No vestibular deste ano, a UFRR abriu 770 novas vagas. Hoje, a Instituição tem 48 cursos de graduação, além dos cursos de especialização, de mestrado e doutorado. 

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos