Defensoria Pública lança edital com 200 vagas para casamento coletivo em Boa Vista

Inscrições iniciam na terça-feira, dia 2 de maio, e seguem até o dia 23

Por: Ascom DPE-RR | Foto: divulgação


A Defensoria Pública do Estado de Roraima (DPE-RR) publicou nesta sexta-feira (28) o tão aguardado edital para o casamento coletivo “Enfim, casados”, edição Boa Vista. A cerimônia vai ocorrer no dia 13 de junho, no Parque do Rio Branco. Na ocasião, será firmado o matrimônio de 200 casais.

As inscrições iniciam nesta terça-feira (2) e vão até 23 de maio deste ano, das 8h às 15h. Os casais interessados devem entregar as documentações necessárias nas sedes do Cartório 1° Ofício – Loureiro, na avenida Ville Roy, 5636 – Centro ou Cartório 2° Ofício – Daniel Aquino, na avenida General Ataíde Teive, 4307 – Asa Branca. Cada cartório possui vagas para 100 casais.

O edital do casamento coletivo deve ser lido com atenção para que os casais certifiquem-se que cumprem os requisitos e possuem a documentação necessária. As informações sobre quais documentos devem ser apresentados por solteiros, divorciados, viúvos ou maiores de 16 anos, estão disponíveis no site da DPE-RR (www.defensoria.rr.def), no Diário eletrônico de 28 de abril de 2023.

Este será o terceiro casamento coletivo promovido pela DPE-RR, sendo o segundo só neste ano. No próximo dia 12 de maio, 50 casais dirão “sim” em Rorainópolis. Ambos fazem parte da programação do aniversário de 23 anos de fundação da Defensoria.

Requisitos

Para participar do casamento os interessados devem: ser brasileiros e maiores de 16 anos; solteiros, legalmente divorciados ou viúvos; possuírem todos os documentos necessários; declararem que não possuem recursos para custear uma cerimônia de casamento própria; estarem cientes de todos os requisitos que constam no edital.

Para todos os casais, será necessária a presença de duas testemunhas que sejam maiores de idade, que saibam ler e escrever, munidas da Cédula de Identidade e do CPF. No Casamento Coletivo “Enfim, casados!”, não será possível a realização de casamento de estrangeiros, de adolescentes menores de 16 anos ou por procuração.

O casamento coletivo “Enfim, casados” edição Boa Vista, conta com a parceria da Prefeitura de Boa Vista, Tribunal de Justiça de Roraima e os Cartórios Daniel Aquino e Loureiro.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos