Economista de Roraima dá dicas para pequenos negócios se beneficiarem com a Copa do Mundo

A estratégia mais efetiva é manter contato com a clientela cadastrada e informar sobre promoções e produtos

Com informações da Ascom Estácio | Foto: divulgação

Muita além da venda de camisetas e itens de decoração temática de Copa do Mundo, qualquer segmento de negócios pode se beneficiar com o calendário da competição esportiva, inclusive os pequenos empreendedores, desde que usem a oportunidade de forma assertiva, como indica o economista Eduardo Amendola.

“A estratégia de comunicação efetiva com os clientes já cadastrados é uma das principais formas de converter vendas. Utilizar as redes sociais e os aplicativos de mensagem para manter contato com esse grupo de clientes, informando a eles sobre eventos e promoções temáticas é bastante atraente aos consumidores”, destaca o professor da Estácio.

Ainda em um cenário econômico de recuperação, a criatividade pode ser uma ótima alternativa aos negócios, especialmente aos pequenos empreendedores.

“Quem comanda um negócio, seja ele voltado a produtos ou serviços, precisa entender que a Copa do Mundo oferece um calendário de oportunidades, e a criatividade pode fazer total diferença na hora do consumidor escolher”, diz o economista.

Amendola ressalta ainda que durante a Copa do Mundo os trabalhadores terão em mãos as duas parcelas do 13º salário, o que pode aquecer ainda mais os negócios que trabalharem o tema.

“As famílias estarão com esta renda extra em mãos, portanto, com ações direcionadas para os jogos do Brasil, os negócios, principalmente os locais, podem ficar com uma boa fatia desse valor”, afirma o economista e professor da Estácio.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos