Microcrédito será caminho para inclusão produtiva e redução da pobreza

Fórum Brasileiro de Microempreendedorismo começou hoje (17) com soluções para aumentar o PIB brasileiro com a diminuição das desigualdades

Por: ASN | Foto: divulgação


Se depender do governo Federal e do Sebrae, a diminuição da pobreza terá como principal solução o empreendedorismo. O secretário nacional de Inclusão Socioeconômica, Luiz Carlos Everton, enfatizou que o microcrédito é um instrumento de combate à pobreza.

“Estamos sendo estratégicos e não seremos apenas um órgão que irá distribuir benefícios. Nosso objetivo é diminuir a desigualdade no país, pois quase a metade da população brasileira está na pobreza. E a nossa porta de saída será ou pelo emprego formal ou pelo empreendedorismo”, afirmou.

O secretário anunciou também que haverá um programa de capacitação para ajudar o cidadão a perceber qual o seu perfil. “Com isso, a pessoa poderá optar ou em seguir o caminho pelo emprego ou em abrir seu negócio”, complementou.

O presidente do Sebrae, Décio Lima, reforçou a importância da solução apresentada pelo governo.

Hoje são 14 milhões de microempreendedores individuais, mas ainda há um bom contingente que está na informalidade, podemos dizer que cerca de 20% da população brasileira que trabalha está na invisibilidade e com pouco acesso a políticas públicas adequadas para seu desenvolvimento.

Décio lembrou ainda que 60% da população brasileira sonham em empreender: “o Brasil precisa de nós. E a expectativa está no empreendedorismo, mesmo assim, ainda precisamos avançar e trabalhar pelo excluídos, com caminhos para mudar esta realidade”.

Para Lina Useche, cofundadora da Aliança Empreendedora, é fundamental fortalecer o ecossistema microempreendedor para tirar as pessoas da informalidade e da pobreza monetária. “Nosso último estudo mostrou que um programa de apoio adequado acompanhado de uma formalização responsável pode contribuir diretamente com o crescimento do PIB, e eventos como esse possibilitam a discussão do cenário atual e elaboração de propostas. Juntos temos mais força para mudar a realidade dos microempreendedores, que são hoje boa parte da população ocupada e contribuem ativamente para a inclusão social, e para o desenvolvimento econômico do Brasil”, afirma

O Fórum Brasileiro de Microempreendedorismo tem o objetivo de reunir os principais atores de apoio ao microempreendedor brasileiro para discutir os desafios e gerar soluções que tragam impacto para os microempreendedores, principalmente aqueles na base da pirâmide.

O evento, que é uma iniciativa da Aliança Empreendedora, em parceria com o Bank of America, Meta, Instituto Assaí, Fundação Arymax, e Caixa Econômica Federal contará com a presença de cerca de 400 participantes, entre representantes de empresas, institutos e fundações empresariais, autoridades e representantes do Governo Federal, Estadual e Municipal, lideranças de organizações de apoio ao microempreendedor Brasileiro, e microempreendedores.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos