Profissionais e alunos de Design discutem as perspectivas de mercado pós pandemia

As mudanças de perspectivas e o comportamento do mercado diante desse cenário estarão em discussão nesta terça-feira, dia 3

Com informações da Ascom Estácio | Foto: Estácio da Amazônia

Em comemoração ao Dia do Design, celebrado no último 27 de abril, o Centro Universitário Estácio da Amazônia vai reunir logo mais a partir das 18h30 desta terça-feira (3), profissionais do ramo e acadêmicos em uma roda de conversa para discutir as perspectivas de mercado pós pandemia.

Devem participar da troca de experiência com os alunos do curso de Design, seis egressos da Estácio da Amazônia. A programação prevê ainda a apresentação de trabalhos acadêmicos desenvolvidos pelos alunos, “discutindo temas que estão dominando essa cadeia de profissionais, como a linha tecnológica e em especial o digital influencer”. 

Segundo o professor do curso, Marcelo Mora, o isolamento social e o fechamento do comércio contribuíram para a transformação do modo de pensar dos profissionais e até mesmo dos estudantes que ainda estão concluindo a faculdade. De acordo com o professor, os trabalhos acadêmicos apontam para essa nova realidade, uma vez que o tema recorrente nas pesquisas têm sido a área tecnológica, especialmente quanto à atuação do designer em ações de redes sociais.

“Houve uma demanda muito grande dessa área na pandemia, e se percebeu uma carência enorme desse profissional. Diante desse contexto, os alunos e egressos começam a se dedicar muito mais ao marketing, inclusive, investindo em curso extra, porque compreenderam esse leque de oportunidades, que exige um acompanhamento de todo o processo e até do planejamento de marketing”, explica Mora.

As mudanças de perspectivas e o comportamento do mercado diante desse cenário estarão em discussão nesta terça-feira. “A ideia é criar um grande debate entre os acadêmicos e egressos sobre as experiências e quais começam a se consolidar dentro desse mercado. Além disso, vamos discutir a importância da pesquisa nesse contexto; como a academia ajudou esse profissional e as movimentações no mercado que está sendo desenvolvido dentro do estado de Roraima”, concluiu.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos