Arraial do Anauá – Governo pagará mais de R$1 milhão somente para artistas nacionais e empresários denunciam

A Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) contratou diversos artistas e bandas nacionais para shows no Arraiá do Anauá. Para isso o Governo de Roraima pagará mais de R$ 1 milhão somente para essas atrações. O evento começa nessa sexta-feira, 24, e vai até o dia 1 de julho no Parque Anauá.

Estarão em Roraima Régis Danese (R$82 mil); Capital do Sol (R$129 mil); Thierry (R$200 mil); Japinha Conde (R$200 mil); Humberto e Ronaldo (R$210 mil) e João Neto e Frederico (R$210 mil).

A ata da festa foi aderida por uma empresa grande de Manaus, no Amazonas. Mas segundo empresários do ramo que atuam em Roraima, o Governo simplesmente deixou empresas e profissionais da terra de fora.

“Na verdade, essa empresa e outras três empresas é que farão todo o arraial. O esquema é feito internamente na Secult. É uma negociação milionária”, afirmou um empresário prejudicado.

Segundo o responsável de uma empresa de eventos de Roraima serão gastos, além de R$1 milhão com bandas nacionais, cerca de R$2 milhões e 600 mil na estrutura e quase R$ 700 mil de fogos de artifício em todas as noites da festa.

“Um empresário do Amazonas me garantiu que em vez de quase R$5 milhões, a festa custará bem menos. O que será feito com esse montante ninguém sabe, mas tem gente grande lucrando com esse arraial. Será que o governador sabe?”, denunciou.

Recentemente o governador Antônio Denarium (PP) se reuniu com músicos locais. De acordo com um dos artistas de Roraima ouvido pelo Conexão Boa Vista, os valores pagos aos profissionais do Estado são muito menores.

“Normalmente sobra pouca coisa para nós da terra. Os artistas de fora são valorizados e levam todo o dinheiro. A gente fica apenas com migalhas. Os shows locais valem de R$3 mil a R$6 mil no máximo”, afirmou o músico que não quis se identificar por medo de perseguição.

OS PROBLEMAS SÃO CONSTANTES NO ESTADO
A gastança ocorre em um momento em que vários setores do Governo de Roraima vivem um drama. Na saúde as cirurgias estão sendo canceladas por falta de materiais e até anestesia; as estradas e pontes estão destruídas e muitos alunos da rede estadual estão fora das salas de aulas por falta do transporte escolar.

Agora, resta saber que o governador Antônio Denarium usará o arraial para se auto promover e fazer showmícios de forma velada. A Justiça Eleitoral, Tribunal de Contas do Estado e o Ministério Público de Roraima têm a obrigação de ficar atentos e dar respostas para a sociedade.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos