Arthur Henrique anuncia apoio do Governo Federal com envio de equipamentos e mais médicos para Boa Vista

Ações foram confirmadas após reuniões com o Ministério da Saúde para atender principalmente demandas do Hospital da Criança


Após reunião no Ministério da Saúde ocorrida nesta quarta-feira, 15, em Brasília, o prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique, anunciou que a capital deve receber nos próximos dias equipamentos necessários à ampliação dos leitos de internação e de UTI no Hospital da Criança Santo Antônio. A unidade de saúde é a única especializada em atendimento infantil de todo o Estado e que atualmente se encontra sobrecarregada, devido às altas demandas.

Segundo Arthur, o Governo Federal está comprometido em ajudar Boa Vista a reduzir os impactos causados na rede municipal de saúde, resultado da imigração em massa na cidade, além da crise sanitária vivida na Terra Indígena Yanomami. Mediante isso, o Ministério da Saúde deve enviar equipamentos para minimizar a sobrecarga nos atendimentos.  

“O Ministério da Saúde, o Governo Federal, estão comprometidos em nos ajudar. Ações importantes já começam a acontecer. Na semana passada já iniciamos a ampliação dos leitos de UTI e Trauma do Hospital da Criança. Mas para isso, a gente vai precisar rapidamente de equipamentos. E o Ministério da Saúde já conseguiu e vai nos encaminhar. Então, logo, logo, o número de leitos, tanto da UTI, quanto do Trauma, será ampliado”.

Além disso, está previsto para a próxima semana a publicação da Medida Provisória que institui a nova versão do programa Mais Médicos. E segundo o prefeito, Boa Vista será contemplada com a vinda desses profissionais, melhorando tanto a atenção básica quanto especializada. O município foi um dos mais afetados com o encerramento do programa pelo governo anterior.

“Boa Vista vai ser contemplada, onde vamos contar com mais médicos brasileiros, formados no exterior e profissionais estrangeiros, que vão fortalecer a nossa rede municipal de saúde. Além disso, vamos ampliar também o número de equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF). Nossa previsão é mais que dobrar o número dos profissionais que temos hoje. Isso também foi tratado na reunião e o Ministério vai apoiar essas ações”, ressaltou.

Altas demandas – Arthur está em Brasília desde o início desta semana, visando solucionar principalmente a falta de leitos no Hospital da Criança. A unidade hospitalar dispõe de 187 leitos de internação, 15 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e cinco no Trauma, porém todos já estão ocupados. Desde janeiro, a unidade já atendeu, aproximadamente, 300 crianças da etnia Yanomami e conta com 40 crianças venezuelanas internadas.

Nesta quarta-feira, 15, o hospital entrou em obras de ampliação do Trauma, que até então, funcionava com cinco leitos. Duas enfermarias foram anexadas ao setor e agora vai contar com 10 leitos em pleno funcionamento.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos