Secretária Estadual de Saúde teria beneficiado empresa de Brasília

A super secretária Cecília Lorenzom, protegida da primeira dama Simone Denarium, está sendo acusada de beneficiar a empresa Mais Vida Soluções em Saúde Eireli que fica em Brasília (DF). A acusação foi feita pelo Instituto Elisedape, de Três Rios (RJ).

De acordo com o instituto a contratação, em caráter emergencial, foi feita no valor de R$ 2.145.723,18 e já está vigente. A Mais Vida realiza a gestão de documentos e fluxos administrativos junto ao Ministério da Saúde.

Acontece que segundo os representantes do Instituto Elisedape a Mais Vida apresentou um atestado de capacidade técnica assinada pelo diretor técnico da própria empresa – o que tira a transparência do processo. Segundo o jurídico, o documento deveria ter sido avalizado pelo diretor-geral ou general do Hospital Militar da Área de Brasília.

Como a Sesau já notificou a empresa e a mesma já respondeu os questionamentos, que foram aceitos pela pasta, a Elisedape pretende protocolar uma denúncia no Ministério Público Federal (MPF) e na Polícia Federal (PF) para que as denuncias possam ser investigadas. A meta é constatar se os documentos apresentados pela Mais Vida são verdadeiros.

A secretária Cecília Lorenzom coleciona denúncias contra sua gestão. Essa é a segunda vez que ela atua como titular da pasta. Mas se por um lado ela é amiga da esposa do governador, por outro ela conta com a inércia dos órgãos fiscalizadores e da Justiça. Por isso ela atua tranquilamente na Sesau.

Para piorar, a secretaria segue com os mesmos problemas de muitos anos com fila de cirurgias e falta de humanização no Hospital Geral de Roraima, Policlínica Cosme e Silva, Maternidade e até no Hospital de Rorainópolis.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos