Comunidades indígenas são ouvidas pela Prefeitura no processo de revisão do Plano Diretor de Boa Vista

Lideranças de 13 comunidades se reuniram com profissionais do Ibam e da Prefeitura na comunidade Campo Alegre

Por: PMBV | Foto: PMBV


As reuniões comunitárias para ouvir a população no processo de revisão do Plano Diretor de Boa Vista continuam. Nesta quarta-feira, 10, foi a vez das comunidades indígenas inseridas nos limites do município contribuírem para o desenvolvimento sustentável da cidade pelos próximos dez anos.  O encontro ocorreu na comunidade Campo Alegre, cerca de 50 quilômetros da área urbana da cidade.

A reunião contou com a participação de lideranças das comunidades de Lago Grande, Vista Alegre, Akaan, Milho, Vista Nova, Três Irmãos, Campo Alegre, Darôra, São Marcos, Reino de Deus, Mauixi e Bom Jesus. A conversa foi conduzida pelo arquiteto do Instituto Brasileiro de Administração Municipal (Ibam), Henrique Barandiê e pela engenheira ambiental Giovanna Cavalcanti.

“O Plano Diretor é um instrumento fundamental para orientar o crescimento e a organização do município. É essencial que todas as partes interessadas, incluindo as comunidades indígenas, estejam envolvidas no processo de revisão, a fim de garantir que suas perspectivas, necessidades e aspirações sejam levadas em consideração”, explicou Barandiê.

Os representantes das comunidades também apresentaram suas demandas específicas e compartilharam suas perspectivas sobre o desenvolvimento do município. O tuxaua da comunidade Vista Alegre, Dinarte Pereira, foi um dos que destacaram a importância da participação dos indígenas neste processo.

“Também fazemos parte do município de Boa Vista e devemos estar dentro desse planejamento, buscando melhorias para nossas comunidades. É uma oportunidade de ser ouvido e dar a sua opinião. Temos esse direito e devemos aproveitar”, pontuou.

Tuxaua da comunidade Vista Alegre, Dinarte Pereira e o arquiteto do IBAM, Henrique Barandiê

O tuxaua da comunidade São Marcos, Gleidson Pereira, também falou da importância da participação dos indígenas. “Nos sentimos ainda mais parte do município. É o momento para apresentarmos nossas demandas e contribuir para o desenvolvimento de Boa Vista”, declarou a liderança.

Zona Rural – A próxima reunião comunitária será no sábado, dia 13, com os produtores rurais da região do Projeto de Assentamento (P.A) Nova Amazônia. No período da manhã, às 9 horas, as equipes do IBAM e da Prefeitura estarão na Escola Municipal Aureliano Soares da Silva, P.A Nova Amazônia 1, região do Truaru. No período da tarde, às 14h, a reunião será na Escola Municipal José Davi Feitosa Neto, P.A Nova Amazônia, região do Murupu. 

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos