Conheça os benefícios das atividades físicas para a saúde mental

Por: Ascom Estácio da Amazônia | Foto: Divulgação


A relação entre a prática de exercícios físicos e a manutenção da saúde mental tornou-se um consenso entre os profissionais de saúde. Segundo indicam estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS), pessoas moderadamente ativas têm menos probabilidade de serem afetadas por transtornos mentais do que pessoas que não praticam nenhuma atividade física. Pessoas sedentárias costumam ter problemas com a autoestima, autoimagem, depressão, ansiedade, aumento do estresse.

O professor de Educação Física da Estácio, Rafael Ramos, destaca os benefícios da atividade física para a saúde mental, mas destaca que essa atividade deve ser uma aliada e nunca substitutiva ao tratamento, principalmente se for medicamentoso.

“Estudos demonstram que a prática regular de atividade física ajuda na liberação de hormônios como endorfina, serotonina e dopamina, que vão auxiliar na regulação de sono, controle de estresse, sensação de prazer, motivação e na melhora do humor, para além disso, essa prática ajuda também nas condições de saúde cardiovascular, redução e controle de peso, do colesterol e de doenças metabólicas”, afirma.

O professor salienta ainda que os exercícios físicos também são importantes para a saúde mental das crianças e que é importante que os pais incentivem as crianças a movimentar o corpo desde cedo, através de atividades orientadas por profissionais, de acordo com a idade da criança.

“O desenvolvimento de atividades físicas não tem idade, o que o profissional de Educação Física deve fazer é orientar e adaptar para o desenvolvimento da prática de acordo a necessidade e idade do indivíduo. Para as crianças, podemos trabalhar com circuitos funcionais, práticas esportivas, jogos e brincadeiras. A depender da idade, pode ser feita a musculação. Movimentar o corpo vai trazer mais qualidade de vida, desenvolvimento corpóreo, bem como auxílio no tratamento ou desenvolvimento da saúde mental”, destacou.

Rafael ainda falou sobre a importância de buscar uma atividade física que a pessoa se identifique e que gere prazer, para assim a pessoa se manter motivada e não abandone a prática do exercício.

“Para uma boa aderência a uma prática de atividade física, é muito importante que o indivíduo entenda qual é o objetivo e necessidade que ele apresenta no momento, para isso é muito importante o contato com um profissional de Educação Física, pois é ele que vai auxiliar na escolha correta da atividade, apresentando as diversas modalidades existentes que podem ser escolhidas por afinidade, o que ajuda na aderência, levando em consideração os desejos pessoais, mas sem esquecer de avaliar as limitações ou restrições caso haja, para que o desenvolvimento da atividade seja o mais correto possível, e assim tenha uma boa constância”, explica o especialista Rafael Ramos.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos