Economista de RR dá dicas do que fazer com a restituição do Imposto de Renda

Os pagamentos dos lotes de restituição começam a ser efetuados no fim do mês de maio e vão até o dia 30 de setembro

Por Conexão Boa Vista | Foto: divulgação

No dia 31 de maio a Receita Federal começa a liberar os primeiros lotes de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2022 – ano base 2021. Em Roraima, a estimativa da Receita é de receber 73.433 declarações. Para saber como usar esse extra com sabedoria, o Conexão Boa Vista conversou o economista Fábio Martinez, que deu algumas dicas das melhores formas de usar esse recurso.

Para aqueles que tem alguma dívida, a primeira dica é usar a restituição para quitar este débito. “É um bom momento pra tentar colocar as contas no azul, para quitar qualquer tipo de dívida que a pessoa tenha e ficar livre de pagamento de juros e multas”, aconselhou.

Caso as contas estejam em dia, a segunda dica é usar o dinheiro para criar uma reserva de emergência. “É muito importante você ter uma reserva de emergência, mas somente depois de pagar todas as dívidas. É bom ter um recurso guardado para eventuais problemas que possam surgir”, explicou.

Martinez afirmou que o recomendável é que a reserva de emergência seja algo em torno de três a seis vezes o valor dos gastos mensais. “A restituição do Imposto de Renda é uma ótima oportunidade para começar a investir. Uma boa maneira de guardar esse dinheiro é aplicando em tesouro direto ou ações para que ele se multiplique”, recomendou o economista.

O dinheiro da restituição do Imposto de Renda também pode ser usado para fazer alguma compra desejada, porém é necessário tomar alguns cuidados. “Se for aquele item que você deseja muito e está dentro das suas prioridades, pode ser feita a compra, desde que esse recurso não seja utilizado pra dar, por exemplo, uma entrada”, detalhou.

O economista frisou que não é bom usar o recurso como entrada para uma compra, pois aquele extra vai ser pago uma única vez e não irá se repetir nos meses subsequentes.

Confira o calendário de pagamento da restituição

Este ano, a Receita Federal vai pagar as restituições em lotes. Confira as datas:

  • 31 de maio;
  • 30 de junho;
  • 29 de julho;
  • 31 de agosto;
  • 30 de setembro.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos