Estão abertas inscrições para apadrinhamento afetivo de crianças em abrigo infantil da Prefeitura

O objetivo é promover vínculos e contribuir no desenvolvimento de crianças e adolescentes acolhidas no Serviço de Acolhimento Infantil Condomínio Pedra Pintada

Por: PMBV | Foto: PMBV


A Prefeitura de Boa Vista, por meio do Serviço de Acolhimento Infantil Condomínio Pedra Pintada e a 1ª Vara da Infância e Juventude do Estado de Roraima, anuncia o início da segunda etapa do Programa de Apadrinhamento Afetivo. Através da iniciativa que começou em 2019, o município vai abrir novas inscrições no período de 8 a 18 de junho, para interessados em apadrinhar crianças acolhidas na instituição.

Cuidado, atenção e afeto são essenciais na vida de qualquer pessoa, principalmente durante a infância. Assim, baseado no Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente, o apadrinhamento afetivo busca oferecer convivência familiar para as crianças do serviço de acolhimento, para que possam superar vínculos familiares fragilizados ou rompidos.

“Para ser um padrinho ou madrinha, existem alguns requisitos. É necessário ser maior de 21 anos, residir na área de abrangência do programa, ter disponibilidade afetiva para se relacionar com o afilhado e disponibilidade de tempo para estar com a criança ou adolescente pelo menos uma vez por mês durante um período completo do dia”, informou Ivanilde Teixeira, gerente do Serviço de Acolhimento Infantil Condomínio Pedra Pintada.

INSCRIÇÕES PELO SITE — Os interessados deverão acessar o site da Prefeitura de Boa Vista durante o período de inscrição para preencher um formulário, que solicita documentação e comprovação de não possuir ações judiciais relacionadas a abusos, maus-tratos ou negligência com crianças e adolescentes, além de outros requisitos.

PREPARAÇÃO TÉCNICA E EMOCIONAL — Para garantir a aptidão dos padrinhos e madrinhas, assim como a segurança e bem-estar dos apadrinhados, será feito um estudo multidisciplinar com entrevistas e visitas domiciliares. Além da participação obrigatória no curso de formação e preparação concedido pela equipe técnica que integra o Programa.

AFETO E CUIDADO — Uma vez aprovados e inseridos no programa, os selecionados poderão desenvolver diversas ações de acordo com a dinâmica e costumes familiares de cada um. Entre as ações, estão passeios em parques e praças, idas ao cinema, teatro e demais espaços culturais. Os apadrinhados poderão passar fins de semana com os padrinhos e madrinhas e participar de eventos familiares.

É garantido pelo Programa que durante o processo, são as crianças que “escolhem” por quem serão apadrinhadas, pois é essencial para a construção de laços. “Depois do curso de formação, os padrinhos se encontram com as crianças, e nesse momento é possível perceber a afinidade através das trocas. A vontade da criança para o apadrinhamento sempre prevalece, pois temos que garantir que a experiência seja o mais proveitosa possível”, destacou Ivanilde.

SERVIÇO DE ACOLHIMENTO INFANTIL CONDOMÍNIO PEDRA PINTADA — A unidade acolhe hoje 24 crianças e adolescentes que por diversos motivos, como negligência, abuso e outros fatores, tiveram seus vínculos familiares fragilizados ou rompidos. O intuito é protegê-los da condição de risco e vulnerabilidade social.

Dentre os abrigados, 15 estão aptos para participarem do Apadrinhamento Afetivo. Estes são os que possuem chances remotas de adoção ou reintegração familiar, definido de acordo com a avaliação da necessidade pelo serviço de acolhimento e autoridade judicial.

Garantir que estas crianças tenham acesso ao cuidado e às referências que as relações familiares oferecem é dever da Prefeitura de Boa Vista. Por isso, a missão de prover apoio e afeto com o auxílio da comunidade é mais uma vez colocada em prática através da segunda etapa do Programa de Apadrinhamento Infantil.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos