‘Família Que Acolhe’ revoluciona o cuidado com a 1ª infância em Boa Vista

Os encontros da Universidade do Bebê (UBB), uma das principais atividades do FQA que acontecem a cada 15 dias, retornaram esta semana

Por: PMBV | Foto: Katarine Almeida


As atividades da Universidade do Bebê (UBB), iniciativa que integra o ‘Família que Acolhe’ (FQA), retornaram esta semana, tanto na sede do programa, no Pintolândia, como nos seis Centros de Referência e Assistência Social (CRAS), espalhados pela capital. A descentralização, que aconteceu em maio de 2021, garante mais atenção e qualidade de vida às mais de 4 mil famílias cadastradas nestes locais.

A UBB está entre as principais atividades do FQA, programa de desenvolvimento infantil considerado referência em todo o país, revolucionando o acompanhamento da primeira infância, que compreende desde a gestação aos seis anos de idade. Até o momento, foram mais de 27 mil gestações assistidas (desde 2013), cerca de 7 mil cadastros ativos, além de 950 famílias que contam com visitas domiciliares.

“Descentralizar o programa foi um passo fundamental para obtermos maior cobertura e garantir mais qualidade de vida às milhares de famílias atendidas pelo Família que Acolhe, que tem crescido a cada dia. O FQA mais próximo de casa, traz a comodidade e o respeito que nossas beneficiárias merecem, fortalecendo, ainda, a política pública de desenvolvimento da primeira infância”, disse o prefeito Arthur Henrique.

Janaína Siqueira, mãe do pequeno Ravi Fillip, de cinco meses, reconheceu que a descentralização do programa facilitou sua vida, além de considerar o FQA fundamental para sua primeira experiência sendo mãe.

“Como sou mãe de primeira viagem, esse acompanhamento tem sido fundamental. Tiro dúvidas com as facilitadoras, troco experiências com outras mãezinhas e isso é muito bom. Ficou ainda melhor com o atendimento próximo de casa”, explicou.

PAPAI NA ÁREA – E para quem pensa que só as mamães vão aos encontros, está muito enganado! Dione Monteiro é pai da Hanna, de seis meses e faz questão de estar presente em todas as reuniões do programa, junto a esposa, Deilys Reyes.

“Sempre participo dos encontros, pois gosto de acompanhar o desenvolvimento dela, que graças ao programa tem sido excelente. Essas atividades ajudam ela a aprender mais rápido a andar,  falar  e como pai quero participar de todos os momentos importantes da vida dela”, contou.

ATENDIMENTO DOMICILIAR – Samara Feitosa é mãe da Laura Beatriz, de 2 anos e 8 meses. Moradora do bairro Cidade Satélite, ela está entre uma das mais de 900 famílias que recebem atendimento em casa.

“Facilitou demais a minha vida. Eu gosto muito do programa, pois ajudou no meu processo como mãe pela primeira vez. Aprendi sobre alimentação saudável e a fazer atividades interessantes para o desenvolvimento da minha filha”, disse.

MAIS BENEFÍCIOS – Além dos encontros da UBB, que acontecem a cada 15 dias, as beneficiárias recebem enxovais no final da gravidez, 3 latas de leite por mês, de um ano aos 4 anos de idade completos e a creche é garantida conforme a assiduidade da família. Os serviços de saúde continuam sendo ofertados na sede do programa, e agora, com a parceria das Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos