Médica Veterinária dá dicas de cuidados com pets durante período quente em Roraima

Dalila Bortolini alerta aos donos de animais domésticos sobre hidratação, horários de passeios, ventilação e tosagem de pelos

Por: Bruna Cássia | Foto: reprodução

Situado no extremo Norte do Brasil, o estado de Roraima é conhecido pelas altas temperaturas e sensação de intenso calor. Quando o período que chamamos de Verão Roraimense chega, entre os meses de outubro a abril – com pico no início do ano-, os cuidados para ‘fugir’ dos reflexos do calor se dobram.

Porém, é muito comum que as pessoas não se atentem que, além da gente, os animais domésticos também precisam de cuidados especiais durante este período, seja com a hidratação, horário de passeio, ventilação e até a tosagem dos pelos.

Pensando nisso, a equipe do Conexão Boa Vista conversou com a médica veterinária Dalila Bortolini sobre dicas fundamentais para os donos de pets praticarem todos os cuidados necessários.

A primeira delas é sobre a hidratação. “Assim como nós humanos, a preocupação com os animais durante as altas temperaturas é a desidratação. Por isso, é muito importante estimular o maior consumo de água espalhando bebedouros pela casa, colocando gelo nesses bebedouros ou dar petiscos gelados. São formas que ajudam o animal a ingerir mais água e, assim, evita a desidratação”, explicou.

Dalila Bortolini.
Foto: arquivo pessoal

Em relação aos passeios, é preciso ter muita atenção tanto nas praias quanto em praças e na rua. “Mesmo que, por exemplo, às 18h os raios solares não estejam mais presentes o asfalto ainda está com a temperatura elevada. Por isso, é necessário conferir a temperatura do chão antes de levar o cão para passear, principalmente se forem cães obesos, idosos ou os braquicefálicos, que são aqueles do focinho achatado, porque eles têm mais dificuldade de enfrentar o calor”, acrescentou a veterinária.

Se o passeio for específico em praias, é preciso ser levado em consideração se o ambiente tem sombras e o horário em que a temperatura não esteja tão elevada.

“Geralmente as pessoas chegam nesses locais e sentam num banco. Os animais não fazem isso, eles têm contato direto com a areia. Então é necessário um espaço com sombra e que o chão esteja fresco para que eles não sintam calor extremo. Nesses casos, também é importante testar a temperatura colocando o pé descalço no chão antes de expor os cães para este tipo de passeio”, alertou.

Nos casos de animais que ficam mais tempo em casa, os donos dos pets devem deixar alguma abertura para ventilação do ambiente. “Abrir janelas ou deixar o ventilador ligado são fatores importantes para que os animais não se incomodem com o calor”, alertou a médica.

Até que ponto posso tosar os animais? Dalila reforça que é preciso levar alguns fatores em consideração como a raça do cão para saber o tamanho ideal do corte dos pelos.

“Muitos animais têm os pelos longos, porém, nem sempre é ideal tosar demais porque ao invés de esfriar o animal acaba esquentando, já que o pelo serve para segurar a temperatura incluindo as mais frescas. Além disso, não são todas as raças que podem ser tosadas, por isso é importante fazer a tosagem com um profissional de confiança e preparado que tire todas as dúvidas no momento do atendimento”, concluiu.

3 thoughts on “Médica Veterinária dá dicas de cuidados com pets durante período quente em Roraima

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos