Operação Defeso coíbe pesca ilegal em rios e igarapés de Boa Vista durante a piracema

Eequipes de fiscais orientam e apreendem equipamentos usados indevidamente durante a piracema

Por: Redação | Foto: PMBV


O período de defeso, conhecido como piracema, começou no dia 1º de março e segue até 30 de junho em Roraima. Para garantir a reprodução dos peixes, a pesca predatória nesta época do ano é proibida e pode pode levar à diminuição da população de peixes e afetar negativamente a biodiversidade dos ecossistemas aquáticos.

Para garantir que a lei seja cumprida, a Prefeitura de Boa Vista intensificou a fiscalização nos rios e igarapés de Boa Vista. Por isso, a Defesa Civil, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA) e o Grupo de Proteção Ambiental orientam os pescadores profissionais sobre a importância da piracema e as restrições de pesca no período.

Na sexta-feira, dia 5, a equipe percorreu trechos dos rios Água Boa de Cima, Surrão, Água Boa e Rio Branco. O secretário municipal de meio ambiente, Alexandre Santos, explica quais são as formas legais de pescar neste período.

“Vale salientar que só é permitido a pesca de linha, não pode usar malhadeira, tarrafa e outros utensílios que favoreçam a pesca em grande escala. Aqueles que forem flagrados praticando a pesca ilegal poderão ser multados e ter seus equipamentos de pesca apreendidos. Enquanto durar o período do defeso, só é permitida a pesca de 10 kg diários ou uma espécie por pescador”, destacou.

Ele explicou ainda que as fiscalizações auxiliam na preservação ambiental e na manutenção da atividade pesqueira de forma sustentável. Além dos rios e igarapés, as equipes também vão às feiras livres para verificar as bancas de peixe e checar a origem e as espécies comercializadas.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos