Pesquisa aponta que 46% da população sonha em abrir o próprio negócio

Em parceria com instituições de ensino superior, um ciclo de oficinas gratuitas serão realizadas para quem deseja empreender

Por: Ascom Estácio | Foto: divulgação


Em um momento econômico instável, muitos brasileiros veem no empreendedorismo a saída para “fugir” dos empecilhos financeiros e ver o sonho de ser seu próprio chefe se tornando realidade. Como forma de incentivo aos futuros e novos empreendedores, o Sebrae, em parceria com as unidades de ensino superior da Estácio e a Wyden, realizará de forma online e gratuita o evento “Meu primeiro negócio”.

Para participar das oficinas basta realizar a inscrição pelo link https://www.carreirasedu.com.br/empreendedorismo. A iniciativa, que ocorre nos dias 04, 06, 11 e 13 de abril, sempre a partir das 17h, vai ao encontro do relatório do Global Entrepreneurship Monitor (GEM) – maior pesquisa de empreendedorismo no mundo – que aponta que o percentual de 46% da população que sonha em abrir o próprio negócio. O levantamento ainda sinaliza que o desejo de empreender supera o de fazer carreira em uma empresa, o que abrange 32% dos entrevistados. E as principais motivações são fazer a diferença no mundo (76%) e ganhar a vida (77%).

Para as oficinas, o SEBRAE apresenta um time de empreendedores que trará dicas essenciais para quem quer ter seu primeiro negócio. “Quanto mais conhecimento o empreendedor tiver, mais predisposto ele estará para buscar oportunidades de negócio e a desenvolver um planejamento , o que acaba aumentando as chances do projeto ser bem-sucedido. O avanço na escolaridade é fundamental para a melhoria do empreendedorismo brasileiro”, destaca o representante do SEBRAE, Arthur Hinrichsen .

Para Stephanie Kalynka Rocha Silveira, Líder Nacional da Área de Negócios da Estácio, incitativas como essa são sempre bem-vindas. “Parabenizo o SEBRAE pela realização das oficinas. A Estácio é atuante quando o assunto é empreendedorismo. A instituição vem fazendo história com programas e ações que incentivam quem deseja empreender. Temos vários projetos pelo Brasil que apoiam e levam conhecimento às pessoas que desejam abrir seu próprio negócio. Não poderíamos deixar de apoiar essa iniciativa tão rica do SEBRAE”, ressaltou Stephanie. 

Já Samara Felipe, docente do curso de Negócios da Wyden, explica que a Wyden atua com uma série de projetos, por meio dos Laboratórios de Prática e Gestão (LPG) e que é uma honra apoiar o SEBRAE na realização das oficinas. A especialista afirma que o contexto social do país também trouxe a necessidade de adaptação da população em busca de novas formas de manter o sustento. “O empreendedorismo acaba sendo uma alternativa para muitas famílias e ajudá-las a pensar nas melhores alternativas e analisarem riscos, vantagens e tecnologias é fundamental e são esses pontos que o SEBRAE trará nas oficinas”.

E para compor o time de palestrantes, Carlos Henrique, sócio da West Digital e aluno do Curso de Administração da Estácio, vai contar como suportou o impacto econômico que sua empresa enfrentou durante a pandemia e como buscou soluções criativas e imediatas para manter sua equipe de colaboradores e gerar renda, apostando em parcerias com a comunidade.

Serviço

Ciclo de 4 oficinas totalmente online, gratuito e com muitos aprendizados para quem quer empreender:  https://www.carreirasedu.com.br/empreendedorismo

03 de abril – Oficina 1: O que é preciso para empreender?

06 de abril – Oficina 2: Como começar a empreender?

11 de abril – Oficina 3: Para onde ir?

13 de abril – Oficina 4: Quem seguir?

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos