PL que determina prazo indeterminado para laudo médico de autismo é aprovado em Roraima

O laudo é necessário para o autista ter acesso às terapias de saúde e aos benefícios do INSS

Por: ALE-RR | Foto: divulgação


Nesta quarta-feira, 3, o Plenário da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-RR) aprovou o Substitutivo nº 05 de 2022 aos Projetos de Lei 136/2020, 257/2021 e 294/2021, para tornar permanente o caráter do laudo que ateste o Transtorno do Espectro Autista (TEA). A matéria foi aprovada com 18 votos favoráveis e é de autoria do deputado Neto Loureiro (PMB).

O texto validado eliminou a triplicidade de propostas dos parlamentares Éder Lourinho (PSD), Ângela Águida Portella (PP), bem como de Loureiro, tendo em vista que os projetos possuem o mesmo objeto e teor.

“A condição do transtorno do espectro autista não muda e por isso esse substitutivo é uma forma de ajudar as pessoas e as famílias que convivem com essa realidade. Afinal, o laudo médico com prazo indeterminado demanda menor custo e vai ser de grande valia para a população”, defendeu o autor da matéria.

O laudo é necessário para o autista ter acesso às terapias de saúde e aos benefícios do Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS). Por isso, não deve ter data de validade, igual à condição das pessoas com TEA.

O parlamentar Isamar Junior (PSC) também elogiou o substitutivo. “Tenho filho autista e sei que essa proposta vai ajudar bastante os cidadãos do Estado de Roraima, pois sabemos que muitos não têm condições de pagar um laudo a cada seis meses”, declarou.

“Parabéns pela sensibilidade com esse público. Tenho certeza de que vai diminuir o sofrimento de pais, mães e pacientes que têm esse diagnóstico”, ressaltou o deputado Dr. Claudio Cirurgião (União) sobre a relevância social do texto.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos