PL reconhece cordão para identificar pessoas com deficiência não visível em Boa Vista

Cordão de Girassol consiste numa faixa na cor verde, estampada com desenhos de girassóis, podendo ter um crachá com informações úteis

Por: Assessoria | Foto: Ascom


Um instrumento de identificação de pessoas com deficiência não visível. Esse é o significado do chamado cordão de girassol, e Boa Vista poderá utilizar essa ferramenta como forma de conscientizar e disseminar conhecimento, espontaneamente, e educar a população para a adoção de comportamentos mais acolhedores e empáticos, com a análise e aprovação de um projeto protocolado essa semana na Câmara de Vereadores.

A ideia, conforme o autor da iniciativa, vereador Manoel Neves (Republicanos), é também para facilitar a rotina das pessoas que possuem deficiência oculta quando necessitam de suporte adicional, ajuda ou um tempo maior para desempenhar suas tarefas.

“Muitas vezes, tarefas aparentemente simples, como comunicar-se de modo mais eficiente, providenciar um lugar de espera diferente, ou evitar o contato físico, são suficientes para eliminar ou diminuir o sofrimento de pessoas com deficiência. Na verdade, perguntar ao portador do cordão o que pode ser feito para ajudá-lo, pode resolver a maioria das situações de estresse e sofrimento causados por situações cotidianas que podem passar despercebidas”, observa.

O vereador explica que a proposta deve atender pessoas com deficiências ocultas como Transtorno do Espectro Autista (TEA) e de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), fobias, entre outras, de forma a facilitar o atendimento prioritário deste público, até mesmo em situações de estresse, quando são mais propensos a ter crises.

Ele destacou que com a aprovação da lei haverá ainda a disseminação dessa informação à sociedade e, consequentemente, a população e funcionários de lojas e órgãos públicos estarão ainda mais sensíveis ao tema.

“O que certamente contribuirá para um ganho na qualidade de vida das pessoas com deficiências consideradas ‘invisíveis’”, explica.

De acordo com o projeto de lei, os estabelecimentos públicos e privados devem orientar seus funcionários e colaboradores quanto à identificação de pessoas com deficiências não visíveis, a partir do uso do cordão de girassol, bem como repassar os procedimentos que podem ser adotados para atenuar qualquer dificuldade que possam enfrentar.

O Cordão de Girassol consiste numa faixa estreita de tecido ou material equivalente, na cor verde, estampada com desenhos de girassóis, podendo ter um crachá com informações úteis, a critério do portador ou de seus responsáveis.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos