Sebrae Roraima promove palestra online e gratuita sobre ‘Culpa Materna’

A palestra será ministrada pela fundadora da ONG Mommys, Mariana Bicalho, e abordará temas como empreendedorismo, saúde, mente e corpo

Com informações do Sebrae Roraima | Foto: divulgação

Uma das ações do projeto “Sebrae Delas” para o mês de março é a palestra on-line “Culpa Materna”. Ministrada pela fundadora da ONG Mommys, Mariana Bicalho, a palestra, como o nome já diz, vai abordar a culpa que as mães sentem em ter que deixar os filhos em casa para irem trabalhar, empreender e buscar o sustento.

A palestra está marcada para às 19 horas do dia 24 de março e já está disponível no site da loja do Sebrae Roraima para que as interessadas possam fazer a inscrição. “O evento é gratuito, as mulheres interessadas em participar só precisam acessar o site e se inscrever”, disse a gestora do projeto “Sebrae Delas”, Delma Andrade.

Ela informou que no encontro serão abordados temas como empreendedorismo feminino, moda, beleza, saúde, sexualidade, saúde, mente e corpo. A mulher não para com a maternidade.

“A maternidade não pode anular as outras áreas da vida delas. Muitos dos pais não sentem essa culpa por conta do suporte da mãe. Por isso nós vamos começar esse ano com uma palestra tão importante para as empreendedoras que já são ou pensam em ser mãe”, explicou Delma.

Mariana Bicalho – Mariana Bicalho é a fundadora da ONG Mommys. Há mais de 10 anos à frente do empreendimento, ela desenvolveu habilidades de liderança, gestão de comunidades, comunicação, relacionamento interpessoal, gestão de crises e escuta ativa para desenvolver produtos que atendessem a demanda da comunidade.

Durante todos esses anos ela criou conteúdos, revistas online e vídeos. Ela também organizou eventos e palestras, de pequeno, médio e grande porte, liderou equipes e firmou parcerias com empresas grandes e pequenas. Alpem de promover e fortalecer a marca Mommys com produtos, loja online e cursos.

Em 2018 o Facebook enxergou isso tudo e o impacto do Mommys e por duas vezes Mariana foi ao Vale do Silício, onde durante um ano recebeu treinamento e consultoria, e também um investimento em dinheiro para fortalecer a comunidade, como negócio de impacto.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos