Teatro Municipal recebe espetáculos neste fim de semana em Boa Vista

‘A Bruxinha que era Boa’, ‘Outro conto da Cinderela’ e ‘O Rei do Show’ serão as atrações de 03 e 04 de dezembro

Por: PMBV | Foto: arquivo

Os amantes de teatro estão bem servidos neste fim de semana, isso porque o Teatro Municipal de Boa Vista recebe três espetáculos nos dias 03 e 04 de dezembro. Confira a programação:

A BRUXINHA QUE ERA BOA – O sábado, 3, está ‘para lá’ de especial no Teatro Municipal, com dois espetáculos infantis. Às 17h30 tem ‘A bruxinha que era Boa’, da Escola de Atuação Maktub.

Na trama, as bruxinhas Fedelha e Caolha disputam o grande prêmio das malvadezas: a vassoura a jato. Sob a supervisão da Bruxa Chefe, a tão aguardada visita do Bruxo Pavoroso III pode ser arruinada por uma bruxinha diferente que não quer ser má, a Bruxinha Angela e a nova amiguinha, a pequena Pietra. A Adaptação é da famosa obra da escritora infantil Maria Clara Machado, junto aos alunos escola.

O OUTRO CONTO DA CINDERELA – Ainda no sábado, 3, a partir das 18h, tem o espetáculo ‘O outro Conto da Cinderela’, também da Escola de Atuação Maktub. É contada a história de Cindy, que tem uma madrasta insuportável, Dorotéia e como se não bastasse, as irmãs de criação Camile e Melissa não a deixam em paz um minuto.

Tudo pode mudar quando o influencer Lucas Estevão anuncia um concurso chamado “A Outra Cinderela”, no qual vai eleger o tênis mais criativo. É hora de Cindy e seus amigos ratinhos se unirem para vencer o concurso e realizar o grande sonho da Nossa Nova Cinderela.

O REI DO SHOW – Pensou que acabou? No domingo, 4, também no Teatro Municipal, tem o espetáculo ‘O Rei do Show’, da JM Jazz Centro de Arte. Conta a história do imaginativo P. T. Barnum, criador de um hipnotizante espetáculo que mostra, através da dança, a trajetória dele desde a infância pobre até o sucesso como empreendedor.

A mensagem do espetáculo está centrada na ideia de aceitação do próximo e de si mesmo enquanto ser humano, como forma de dar destaque a questões sociais importantes à atualidade, como humanização e igualdade de direitos.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos