UFRR oferta capacitação para pais e cuidadores de crianças e adolescente autistas em Roraima

Iniciativa é promovida pelo curso de Psicologia da Universidade Federal; inscrições são feitas por telefone

Por: Bruna Cássia

Com o objetivo de auxiliar pais e cuidadores de crianças e adolescentes que têm o Transtorno do Espectro Autista (TEA), o curso de Psicologia da Universidade Federal de Roraima (UFRR) vai promover uma capacitação para este público.

A professora responsável pelo projeto, Soraya Ramirez, explicou que a ideia é ofertar serviços de intervenção junto a crianças e adolescentes com TEA no Serviço de Atendimento Psicológico SAP, que é o serviço escola do Curso de Psicologia da UFRR.

“No contexto da pandemia ficaram inviáveis essas propostas, pois esse contexto impôs a necessidade de distanciamento social e confinamento”, acrescentou.

Os problemas dos pais e cuidadores de crianças e adolescentes com TEA enfrentam acabaram se intensificando por conta da perda de suporte de serviços públicos.

“Com isso, recebemos solicitações para ofertar algum tipo de suporte para esses pais e/ou cuidadores no sentido de orientar ações e atividade para o desenvolvimento de habilidades ou para lidar com comportamentos característicos do TEA. Então a proposta da capacitação foi idealizada no intuito de atender essas demandas”, explicou.

Serão realizadas atividades como:

  • Colaborar com os pais e/ou cuidadores de crianças com TEA auxiliando as famílias a identificar situações problemáticas relacionadas ao TEA, a fim de realizar intervenções dentro do contexto familiar;
  • Orientar e capacitar/ treinar famílias, na realização de atividades junto às crianças e adolescentes com TEA, para desenvolver atividades de acordo com as suas faixas etárias para o desenvolvimento de habilidades;
  • Realizar intervenções voltadas à organização das famílias frente às dinâmicas educacionais; e à orientação das atividades escolares;
  • Realizar mapeamentos com as famílias sobre aspectos do TEA sobre os quais gostariam de ter informações e se aprofundar, ou estratégias de intervenção viáveis no lar. Em relação a temas mais recorrentes, poderão ser ofertadas contribuições em formato de lives ou vídeos.

As intervenções serão realizadas de forma remota por discentes do curso de Psicologia. Podem se inscrever o público em geral por meio do telefone do Serviço de Atendimento Psicológico (SAP) 095 9917-10722 (Alexandra).

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos