Período seco em RR deve voltar à normalidade com enfraquecimento do La Niña

Devido o fenômeno, era comum ocorrer chuvas em pleno ‘verão’ roraimense; período chuvoso no estado deve terminar em meados de setembro

Por Isaque Santiago | Foto: F5 Produções/Alex Barroso

Há dois anos o regime de chuvas em Roraima vem sendo afetado pelo La Niña, fenômeno climático que diminui a temperatura da superfície das águas do Oceano Pacífico, causando mudanças significativas nos padrões climáticos ao redor da Terra. 

Com isso, os dois últimos períodos secos não foram tão intensos como costumam ser, chegando a registrar chuvas fora do comum para a época. No entanto, o La Niña tem dado sinais de enfraquecimento, com isso, a previsão é que o próximo “verão” roraimense volte aos padrões de normalidade. Ou seja, dificilmente ocorrerá chuvas fora de época.

O meteorologista da Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Ramon Alves, explicou que o período chuvoso, que iniciou em abril, segue até meados de setembro. Já o período seco vai de outubro a março.

Quanto aos motivos para dois anos consecutivos de La Niña, o especialista afirmou que não há um motivo definido. “Acontece às vezes, dois anos seguidos de La Niña ou El Niño. É raro, mas acontece. Entre 2010 e 2011 tivemos dois anos seguidos de La Niña, quando o Rio Branco atingiu níveis históricos. O que nos resta é monitorar”, detalhou. 

Situação de emergência

Devido a intensidade das chuvas nos últimos meses, muitos municípios de Roraima decretaram situação de emergência. Em diversas localidades, igarapés e rios transbordaram, dificultando a locomoção nas estradas e vicinais e deixando diversas famílias isoladas. 

Apesar de começar somente em março, no mês de fevereiro choveu 52 milímetros, a previsão era que chovesse apenas 32 mm. Já em março foram 177,8 dos 39 milímetros esperados. No mês de abril foram 159,1 milímetros de chuva e o esperado era 146 mm. Em maio, o volume de chuvas foi de 449,6 milímetros, a previsão era que chovesse apenas 347 mm.

Até o momento, decretaram situação de emergência os municípios de Cantá, Pacaraima, Bonfim, Caracaraí, Rorainópolis, Caroebe, São João da Baliza, Normandia, Alto Alegre, Amajari, Iracema e Uiramutã. 

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos