Concurso ‘Ver Arte’ em Boa Vista premiará releituras da exposição ‘Pegadas Atemporais’ de Vera Ifaseyí

Artista carioca que vive em Roraima há 20 anos relata o cotidiano de índios Yanomami em livro ilistrativo

Por: Bruna Cássia

Até o dia 20 de agosto, artistas de Roraima poderão se inscrever no concurso “Ver Arte”, promovido pelo Sesc local, que premiará as três melhores releituras da exposição “Pegadas Atemporais”, da artista Vera Ifaseyí. Toda obra também foi publicada em livro.

É bem fácil se inscrever! Basta enviar o trabalho para o e-mail cultura@sescrr.com.br com o assunto Concurso Ver Arte. No corpo do e-mail deverá constar o nome do participante, a idade, o título do trabalho, a técnica utilizada e o arquivo com o trabalho (vídeo, imagem ou PDF).

Serão aceitos desenhos, pinturas, ilustrações, artes digitais, performances, material audiovisual ou qualquer outra visualidade, material ou midiatizada, que expressem a experiência de contato do público com as produções da artista.

Segundo o analista de cultura, Rafael Pinto, o objetivo do concurso é dar oportunidade aos participantes de demonstrarem a perspectiva deles sobre a exposição.

“Dar visibilidade para as produções locais e estimular criações artísticas a partir da exposição em cartaz, são um dos objetivos desta ação”, acrescentou.

Imagem ilustrativa foi desenhada por Vera Ifaseyí e está em exposição virtual e presencial promovida pelo Sesc

Premiação

Os trabalhos enviados serão avaliados de 23 a 26 de agosto por uma equipe especializada, composta pela artista Vera Ifaseyí, mediadores da exposição e por analistas de cultura.

Como critérios de avaliação estão coerência com o tema, originalidade e criatividade, impacto visual, e a organização da apresentação do trabalho.

O resultado dos vencedores será divulgado no dia 27 e no dia 30 ocorre a premiação. O primeiro colocado vai ganhar um tablete e um exemplar do livro, já o segundo colocado recebe uma atividade esportiva no Sesc e um exemplar do livro, e o terceiro lugar ganha um pôster da exposição e também o livro.

Pegadas Atemporais

As ilustrações de Vera Ifaseyí, que é natural do Rio de Janeiro e vive em Roraima desde 2001, foram originadas após ela passar dois anos em contato com indígenas Yanomami enquanto trabalhava como enfermeira.

“Em 2005, embarquei nessa intensa experiência. Sair da cidade e viver na floresta, a Floresta Amazônica viva em todos os âmbitos. Viver o cotidiano indígena com espaço e tempo outros, onde tudo se conecta. Os Yanomami (re)existem no Norte do Brasil e na Venezuela com seus costumes, seus saberes, suas lutas, com respeito à natureza e aos seus ancestrais”, afirma Vera Ifaseyí em seu livro ‘Diário de Área: memórias de uma viagem às terras Yanomami’.

“Sempre acompanhada de papel e caneta, registrou o cotidiano da comunidade produzindo imagens de um povo que, assim como seus descendentes afro-brasileiros, insistem em resistir e se renovar”, acrescentou o Sesc.

Neste ano, o Sesc Roraima promoveu uma mostra com as ilustrações da artista, além de esculturas, instalações e obras híbridas.

“Ao inaugurar a mostra, o Sesc Roraima oferece ao público uma oportunidade de encontro com a floresta e pretende colaborar para a criação de outros imaginários acerca dos Yanomami, para reconstrução da história brasileira, da arte e da estética, rejeitando a folclorização, a exotização, que estão impregnadas no imaginário social”, acrescentou a instituição.

A exposição está aberta para visitação de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h, na galeria de arte Franco Melchiorri. O livro também está disponível para consulta.

O acesso à galeria é pela academia do Sesc, situada na Av. Venezuela, 1017, bairro Mecejana, em frente ao viaduto Pery Cardoso Lago.

Também é possível acompanhar a exposição, além de uma entrevista com a artista, de forma virtual: pegada-atemporais.myportfolio.com.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos