Conheça os benefícios do pilates, atividade centenária que auxilia na redução de dores e prevenção de lesões

Apesar de ser recomendada por muitos médicos, não é necessário encaminhamento médico para fazer a atividade 

Por Isaque Santiago | Foto: Talita Melo/divulgação

Procurado por alguns como forma de tratamento de lesões musculares e por outros como prevenção de lesões, bursite e tendinite ou como auxílio no tratamento de hérnia de disco e escoliose, o Pilates vem ganhando cada vez mais adeptos ao longo dos anos. 

O Pilates é um método de exercícios desenvolvido por Joseph Pilates na década de 1920 que visa trabalhar a conexão entre mente e corpo, como uma unidade, de modo a melhorar a consciência corporal e dessa forma promover outros benefícios. 

“A prática do pilates traz alguns benefícios como aumento da densidade óssea, também auxilia na perda de peso, a ter mais flexibilidade, alivia as dores de costas, melhora a postura, aumenta a boa disposição e reduz o stress”, pontuou a fisiterapeuta e instrutora de pilates Talita Melo.

O primeiro contato de Talita com o Pilates aconteceu em 2011, quando ela sentiu fortes dores na coluna e decidiu ir a uma aula com a prima. Na época do episódio, ela ainda era acadêmica de fisioterapia e mal sabia que daquele dia em diante a modalidade nunca mais sairia da vida dela. 

Fisioterapeuta e instrutora
de pilates, Talita Melo
(Foto: arquivo pessoal)

Antes mesmo de se formar, Talita iniciou uma especialização em Pilates e há seis anos conduz o próprio espaço, o Vitae Pilates e Fisioterapia. “Esse episódio de dor na coluna me deixou bem ruim por um tempo, foi quando minha prima me chamou para fazer uma aula experimental onde ela trabalhava. Comecei e logo me apaixonei, pois foi o que me fez nunca mais sentir dor”, lembrou.

Talita ressaltou que o método é recomendado para qualquer pessoa que queira fazê-lo. Não há restrição e nem contraindicação. Ela lembrou que apesar de alguns médicos recomendarem, não é preciso o encaminhamento médico pra fazer.

“O pilates pode ser praticado por uma criança e até mesmo por uma senhorinha de noventa anos. São muitos exercícios que são adaptáveis pra cada nível, para cada pessoa. Para uma pessoa que não tem limitação nenhuma, podemos dar uma aula maravilhosa, bem como para aquela pessoa com problemas na coluna ou joelho, também vamos conseguir dar uma aula muito boa e ajudar no fortalecimento da musculatura”, afirmou a fisioterapeuta.

Pilates também auxilia na saúde mental 

O Pilates não precisa ser feito apenas quando surge alguma doença limitante. Com a atividade, é possível fortalecer e alongar a musculatura de forma que previna lesões. No entanto, os benefícios não são apenas físicos. O método também ajuda na manutenção da saúde mental.

“Por meio dos princípios do Pilates trabalhamos muito a  respiração e a concentração, o que ajuda muito pessoas que sofrem de ansiedade e depressão. Além disso, como qualquer outra atividade física, ele promove a produção e liberação de hormônios como a serotonina, que dão a sensação de bem estar depois da prática”, detalhou Talita.

A jornalista Paôla Dahlke começou a praticar Pilates recentemente acompanhada do namorado. “Foi uma das minhas metas para 2022 e desde as primeiras aulas, já senti a diferença. Depois das aulas me sinto mais disposta, sinto que minha flexibilidade melhorou muito, minhas  dores na lombar diminuíram e minha postura aos poucos está sendo restaurada. No momento estou em uma rotina, infelizmente, sedentária. O Pilates está me ajudando a sair disso e buscar uma rotina mais saudável. Pretendo aliar às aulas e mais a alguma atividade física”, relatou.

Atividade é recomendada para homens e mulheres 

Até pouco tempo era comum ver mais mulheres do que homens praticando Pilates. Talita acredita que já existiu um tabu que vem sendo quebrado ao longo desses últimos anos. 

“A quantidade de alunos homens, embora ainda seja pequena, aumentou. Acredito que pelo fato de que hoje em dia a informação é mais aberta e o Pilates tem sido mais recomendado como forma de tratamento conservador e prevenção de algumas doenças, fazendo com que os homens tirem essa máscara de que Pilates é esporte de mulher”, finalizou. 

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos