Contra incêndios, Boa Vista lança a Patrulha de Prevenção e Combate às Queimadas nas zonas rurais e indígenas

Por: Redação | Foto: Welika Matos


Como estratégia para apoiar a população e a agricultura familiar no período de estiagem, em um trabalho conjunto que envolve a saúde, o meio ambiente e a melhoria de vida da população, nesta segunda-feira (30) foi lançada a Patrulha de Prevenção e Combate às Queimadas na zona rural e indígena de Boa Vista.

A ação preventiva foi iniciada com a escavação dos tanques para irrigação, piscicultura e hidratação dos animais, com o uso de dois tratores T7, duas grades aradoras 36″ e uma patrola, além do suporte de outros equipamentos disponibilizado pela prefeitura aos agricultores .

“Queremos combater as queimadas e reduzir o impacto da seca que estamos vivendo. Essa patrulha é importante para prevenir doenças respiratórias na população, principalmente nas crianças, além de promover escavações de poços artesianos para garantir a manutenção da vida dos animais na zona rural”, disse o prefeito Arthur Henrique.

A ideia da campanha é prevenir focos de incêndio na lavoura no período de estiagem e uma das soluções para combater esse tipo de ocorrência são os aceiros- faixas de terra limpa e sem vegetação que funciona como barreira contra a propagação do fogo. Entre outras ações, está também a atuação da Defesa Civil fornecendo água potável nas localidades atingidas pela estiagem.

“Nós também faremos palestras com orientações sobre a prevenção de incêndios de pequenas ou grandes proporções, sempre com o propósito de não causar perdas. Além de outras ações de apoio aos moradores dessas regiões nesse período de forte seca”, falou a agente Flávia Cantanhede, garantindo o trabalho continuo da Defesa Civil municipal nas áreas rurais e indígenas.

Vale lembrar que as ações de educação ambiental têm acontecido de forma constante desde o início do mês na área urbana de Boa Vista com as campanhas na tv, rádio e canais oficiais da prefeitura, blitz educativa, entrega de mudas de árvores e visitação porta a pota com panfletagem orientativa nos bairros com maiores registros de denúncias de queimadas pela Central 156. É importante que a população ajude não ateando fogo em quintais, terrenos baldios e matas, evitando jogar galhadas nas ruas.

Crime Ambiental: A Lei Municipal nº 947 de 2007 proíbe a queima de quaisquer resíduos orgânicos ou inorgânicos na zona urbana de Boa Vista. A fiscalização pode autuar o responsável através do Decreto Federal nº 6514, que prevê a multa a partir de R$5mil para o responsável de ter ateado fogo no terreno. Qualquer pessoa pode denunciar ligando para a central 156.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos