Fies estabelece novo teto para financiamento de cursos de medicina

Novo valor, de até R$ 60 mil por semestre, passa a valer no dia 14 de junho

Por: MEC | Foto: divulgação


O Comitê Gestor do Fundo de Financiamento Estudantil (CG-Fies) definiu um novo teto para o financiamento de cursos de medicina. Em reunião realizada nesta quinta-feira, dia 1º, o colegiado estabeleceu que os estudantes beneficiados pelo Fies poderão financiar os cursos de medicina no valor de até R$ 60 mil por semestre. Ou seja, o novo teto cobre mensalidades de até R$ 10 mil. Antes, o valor era de R$ 52,8 mil, o que representa um aumento de mais de 13% em relação ao teto anterior.

“Isso vale para quem já está no curso e vai valer para os novos alunos que vão ingressar nos cursos de medicina, financiados pelo Fies”, afirmou o ministro da Educação, Camilo Santana, em vídeo publicado nesta quinta (01) nas redes sociais. O ministro aproveitou a ocasião para informar que um grupo de trabalho está elaborando outras mudanças no Fies, que seguirão para o Congresso Nacional em forma de projeto de lei.

O novo valor para medicina passa a vigorar no dia 14 de junho. O teto para os demais cursos de graduação continua em R$ 42,9 mil.

“É uma grande honra fazer parte do Grupo de Trabalho que vem articulando alterações essenciais no Fies. Estamos desenvolvendo estudos técnicos que irão subsidiar proposta legislativa com modificações importantes no Fies, política que é fundamental para tantos estudantes universitários no Brasil. Algumas mudanças são internas e já estão em curso, como esse reajuste, mas outras deverão ser implementadas. Estamos confiantes de que juntos iremos aprimorar essa política pública que só tem a beneficiar nossos jovens”, destacou Fernanda Pacobahyba, presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que é o agente operador dos contratos celebrados até 2017 e administrador dos ativos e passivos de todos os contratos do Fies.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos