Resorts e destinos com praia são os destinos mais procurados por turistas no Brasil

O levantamento também trouxe que Salvador, Porto de Galinhas e Recife foram os destinos mais buscados pelos turistas no último ano

Por: MTur | Foto: Marcio Filho/MTur Destinos


O litoral brasileiro continua sendo um dos principais motivadores de viagens dentro do país. De acordo com o Anuário Braztoa 2023, divulgado nesta quarta-feira (12.04), os resorts e os destinos de sol e praia foram os produtos mais vendidos por operadores turísticos no último ano. Entre os destinos com maior volume de viajantes, destacaram-se Salvador (BA), Porto de Galinhas (PE) e Recife (PE), destinos litorâneos nordestinos. Ainda segundo a entidade, São Paulo (SP) também figura na lista de preferência dos turistas.

A ministra do Turismo, Daniela Carneiro, destacou o potencial turístico brasileiro no segmento “sol e praia” e pontuou o esforço da Pasta na ampliação de viagens para estes e outros destinos do país. “Temos mais de 8 mil km de litoral e belezas não faltam para estes turistas que buscam esses atrativos. Por isso, temos atuado em conjunto com as demais áreas do setor para promovermos esses atrativos que tanto encantam os nossos viajantes, principalmente, por resultarem em mais empregos e renda para a nossa população”, disse.

O levantamento também trouxe um perfil dos turistas brasileiros no último anos. Segundo a associação, o Nordeste foi a principal escolha dos viajantes, com 38,4% dos embarques, seguido pelo Sudeste (24%), Sul (17%), Centro Oeste (11%) e Norte (9,6%). Além disso, as viagens duraram em sua maioria entre 5 e 9 dias, seguidas pelas viagens de final de semana ou feriados prolongados, de até 5 dias.

Sobre o tipo de produto vendido, as experiências completas, que envolvem a parte terrestre e aérea, representaram 32% do faturamento, seguidas de somente hospedagem, responsável por 24,4%, cruzeiros e serviços agregados, com 15,7% e serviços no destino. Em relação à faixa etária desses viajantes, o Anuário identificou uma maior movimentação dos passageiros da Geração X e os Baby Boomers, com idades entre 40 e 60 anos e os turistas da terceira idade.

Ao todo, os operadores turísticos faturaram mais de R$ 11,5 bilhões um crescimento de 62,7% em relação a 2021. Esse número mostra que essas empresas estão chegando cada vez mais perto do período pré-pandemia.

“As operadoras associadas à BRAZTOA demonstraram criatividade, resiliência e inovação diante de cenários desafiadores, garantindo uma viagem de excelência e com valor agregado a seu favor. Além disso, é importante salientar as dificuldades com as quais as operadoras tiveram que lidar, como, por exemplo, a variação cambial e a falta de mão de obra especializada, que assola todo o setor, impedindo que os atendimentos sejam feitos com celeridade e dentro das expectativas e necessidades dos clientes”, concluiu.

Comente

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *.

Isso vai fechar em 20 segundos